Secretaria do Estado de Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social
Portal do Estado de Sergipe
Defesa Civil


Por que a grande importância das Coordenadorias Municipais de Defesa Civil no contexto do Sistema Nacional de Defesa Civil?

Porque é no município que os desastres acontecem e a ajuda externa sempre demora a chegar.

Principais Funções:

  • Administrativas
  • De relacionamento político
  • Técnico-operacionais:

- No Período de Normalidade:

Minimização de Desastres

  • Medidas de Prevenção
  • Programa de Preparação para Emergências e Desastres (PPED)

-No Período de Anormalidade:

Atendimento aos Desastres

  • Respostas aos Desastres
  • Reconstrução

Principais Atividades do Período de Normalidade:

Desenvolver atividades amplas, eficientes e contínuas de informação e divulgação sobre a gravidade dos desastres, paras as autoridades, áreas setoriais, lideranças comunitárias e população – É a CONSCIENTIZAÇÃO

Desenvolver campanhas públicas educativas, de motivação básica, especializadas e emergenciais.

Realizar estudo das ameaças.

Determinar as vulnerabilidades, caracterizar, classificar e hierarquizar os riscos.

Fazer a revisão de recursos humanos, materiais, para sobrevivência, equipamentos, maquinaria pesada, financeiros e para saúde.

Coordenar eficientemente as instituições municipais, estaduais, federais, órgãos de apoio – associações, entidades filantrópicas etc, que constituem o SINDEC, no município.

Organizar as brigadas ou equipes de técnicos, funcionários, trabalhadores e voluntários por Área de Atuação. Exemplos: estudos de ameaças, vulnerabilidades e riscos, busca e salvamento e revisão de recursos.

Planejar, programar e executar treinamento de pessoal para todas as atividades, principalmente em cada Área de Atuação.

Selecionar, organizar e realizar treinamento para voluntários.

Realizar práticas e simulados, periodicamente.

Aplicar recursos para desenvolver adequadamente os projetos de medidas estruturais, na Redução de Desastres.

Aplicar, de forma contínua, todo o esforço necessário para fazer cumprir amplamente as medidas não-estruturais, na Redução de Desastres.

Estabelecer um sistema de captação de informações e indicadores para análise diária.

Estabelecer e divulgar o sistema de captação para emissão de Alerta e Alarme.

Planejar e selecionar os locais para abrigos provisórios e acampamentos emergenciais.

Manter, de forma permanente, o processo de coordenação e apoio com o órgão estadual de defesa civil.

Principais Atividades do Período de Anormalidade:

Atendimento aos Desastres:

Respostas aos Desastres

  • Socorro
  • Assistência
  • Reabilitação

Durante o Período de Alerta:

  • Organização do Posto de Comando.
  • Mobilização do Sistema de Comunicações.
  • Chamada geral de pessoal e voluntários.
  • Formação das brigadas e equipes, por Áreas de Atuação.
  • Prontidão nos serviços de saúde – ambulâncias e hospitais.

Durante o Período de Socorro:

Mobilização das brigadas ou equipes de:

  • combate a sinistros
  • resgate de feridos e mortos
  • busca e salvamento
  • primeiros socorros
  • atendimento pré-hospitalar

Durante o Período de Assistência:

  • Atendimento médico e hospitalar de vítimas e de pessoas afetadas (atingidas).
  • Suprimento de água potável, alimentos e material para sobrevivência (cobertores, colchonetes, agasalhos, medicamentos essenciais etc).
  • Operacionalização de abrigos provisórios e montagem de acampamentos emergenciais.
  • Mobilização das brigadas ou equipes de Segurança Pública e Manejo de Trânsito (vias de evacuação).
  • Mobilização das equipes de Assistência Social para triagem sócioeconômica e cadastramento de famílias e pessoas atingidas.
  • Vigilância sanitária da água, de alimentos, das condições de saneamento dos ambientes, águas servidas, dejetos etc.
  • Vigilância epidemiológica de doenças transmissíveis, desnutrição, doenças cardiovasculares e transtornos mentais (comportamento).
  • Manejo de mortos e sepultamento.

Durante o Período de Reabilitação:

  • Avaliação de danos e elaboração de laudos técnicos.
  • Mobilização das brigadas ou equipes de demolição e remoção de escombros.
    Serviços essenciais: energia elétrica, água potável, comunicações, rede de esgostos, coleta de lixo, suprimento de alimentos, combustíveis etc.
  • Limpeza, descontaminação, desinfecção, desinfestação de escolas, prédios públicos, casas e logradouros públicos (mercados, cinemas, igrejas etc).

Durante o Período de Reconstrução:

  • Estruturas (pontes, estradas etc) e serviços públicos essenciais.
  • Economia da área afetada.
  • Relocação da população e construção de moradias seguras e de baixa custo para populações de baixa renda.
  • Ordenação do espaço urbano.
  • Recuperação de áreas degradadas.
  • Recuperação do bem-estar da população.
Imprimir Enviar para um Amigo





Rua Santa Luzia, nº 680, bairro São José - Aracaju/Se Tel:(79) 3179-3760
Desenvolvido pela EMGETIS com Software Livre - Xoops